Voleta de Beth Stockler

Minha foto
Rio de Janeiro, R.J, Brazil
Brasileira,advogada,escritora, jornalista,artista plástica. Escrevi meu primeiro livro "A VOLÚPIA DE VOLETA " em homenagem as mulheres de espírito livre. Acabei de escrever o livro "CHIQUINHA E EU - REINVENTANDO O PASSADO", o lançamento está previsto para inicio de 2010. "VOLETAR" para mim é assumir a alma de Voleta. Liberdade de ser interior, fidelidade a seus principios, amar-se sempre, viver apaixonadamente, ser intensa e ABSOLUTA ,independente de todas as contradições que trazemos dentro de nós mesmas. Voletar é ser Voleta... Leiam o livro, acho que vão gostar de encontrar a Voleta que existe em todas nós mulheres e é hora de assumi-la !!!!

sábado, 28 de dezembro de 2013

2014 - um ano que nos leva ao número 7


Será o ano em que deveremos
ter coragem para mudar aquilo que deverá ser
mudado, mas não impulsivamente.

Um ano de questionamentos e transformações, 
mas lembrando sempre de ser positivo, isso 
será fundamental.

Usar o seu sexto sentido...pois, será um ano associado a Lua,
já que cada fase da lua dura aproximadamente 7 dias, e ela
trabalha nossa intuição e sensibilidade, assim como a fé, a
espiritualidade,a magia, a imaginação e a fôrça de vontade.

Analisando suas prioridades, meditando, buscando o
seu espaço, concentrando-se naquilo que realmente
deseja e no autoconhecimento, você terá um ano
de 2014 que fará a diferença na sua história. 

É com muito carinho que desejo a todos os meus
leitores desse blog que esse seja o ano da diferença
e do melhor encontro, aquele encontro com você mesmo.

Braços abetos para acolher a energia do número 7, com 
toda a sua fôrça espiritual... e lá vamos nós preparados
para rea-diagramar a nossa vida, é agora !!!




Pão-de-Açúcar/ RJ ... venha maravilhar-se com a natureza do Rio de Janeiro



      É tão bom podermos prestar uma homenagem aqueles
      que nos proporcionaram com o seu trabalho e dedicação
      a oportunidade de nos maravilharmos...
      Agradeço a todos que trabalharam e trabalham no
      Pão-de-Açúcar/RJ ... Encerrando 2013 é para eles
      o meu carinho.

                       Uma vista inesquecível.Uma visita obrigatória.

                               Um encontro vivo com o Criador!

domingo, 17 de novembro de 2013

AMIR HADDAD ENCONTRA CAMILLA AMADO - Como disseram: " Um Primor de Entrevista..."/ Cheia de conteúdo e ... doce!!!

STUDIO PRIMUS 07 - AMIR HADDAD ENCONTRA CAMILLA AMADO STUDIO PRIMUS - Por dentro da Cena -- Com apresentação do diretor Amir Haddad, e edição mensal, sempre às quartas-feiras, o projeto traz ao palco do Glauce Rocha uma série de encontros com grandes nomes da arte brasileira. Sobre a ocupação: O Projeto PRIMUS ARTE MOVIMENTO - (PAM) fará a ocupação do Teatro Glauce Rocha de abril a 1˚ de dezembro de 2013, de quarta a domingo, incluindo no seu repertório inúmeras atividades que mesclam o alternativo e o consagrado, numa grande proposta de ser um caldeirão criativo, uma incubadora que visa fomentar a arte, colocar público e artista numa troca constante de experiências. PRIMUS ARTE MOVIMENTO Teatro Glauce Rocha (de abril a 1º de dezembro) Av. Rio Branco 179 - Centro Rio de Janeiro / RJ Visite nosso site: www.pampampampam.com.br Curta nossa página no facebook: www.facebook.com/ocupacaoPAM Mais Informações:​STUDIO PRIMUS 07 - AMIR HADDAD ENCONTRA CAMILLA AMADO Publicado em 13/11/2013 Mais Informações:​ ocupacaopam@gmail.com
 Fiquei encantada com essa entrevista...A simplicidade de uma grande atriz,a inteligência,a irreverência,a cultura... vale ver e repetir!!Veja o Video Clicando neste Link

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

- Artistas...leiam " A Dádiva " de autoria de Lewis Hyde, vale a pena...

"Para seu lento "labor" de realizar um dom potencial, o artista precisa retirar-se para a sua "Boêmia", para um lugar entre o cortiço e a biblioteca, onde a vida não é marcada pelo relógio e onde ele tenha certeza de que seu talento será ignorado até o momento de não mais o ser. Momento que, se chegar, encontrará seu talento pronto para ser libertado e sobreviver no mundo." ........ "ao se dar de presente uma criação outra torna-se possível. A doação cria um espaço por onde flui uma nova energia. A alternativa é a petrificação, é o bloqueio da capacidade de criar," é como se a vida fosse impedida de fluir" ........"Assim como tratar as riquezas da natureza como dádivas assegura-lhe a fertilidade, assim também tratar os produtos da imaginação como dádivas assegura-lhe a fertilidade. O que recebemos da natureza ou da imaginação chega a nós vindo de fora da nossa esfera de influência, e a lição que depreendemos do ritual aborígine dos primeiros frutos parece ser que a permanente fertilidade das coisas depende de elas continuarem a vir de algo que está além do nosso alcance." ........ "Rainer Maria Rilke....descreve os atributos da arte como um modo de viver:nada de autocontrole ou restrições a si mesmo, mas, em vez disso, uma descuidada autodoação; nada de preocupações, mas, em lugar disso, uma sábia cegueira; nada de trabalhar para ir adquirindo, lenta e silenciosamente, cada vez mais posses, mas, em lugar disso, um continuado esbanjar de todos os valores materiais" ........ "O olho vê o que lhe é permitido ver por circunstâncias físicas, e a imaginação reproduz o que, graças a uma dádiva(um dom), ela é capaz de dar vida." ............"se estamos suficientemente sensíveis, e se o artista realmente tiver um dom, a obra nos induz a um momento de graça, a uma comunhão, a período durante o qual também nós somos capazes de perceber a coerência oculta de nosso ser e de experimentar a plenitude de nossas vidas. ....qualquer obra de arte que nos leva a tal estado é uma dádiva, um bálsamo para as alma." ........ "a dádiva se perde quando se lhe procuram desvendar os mistérios. Contar, medir, calcular ou buscar a causa de uma doação é pisar fora do círculo da magia que a envolve e deixar de ser parte dessa magia para a olhar de fora. Nós participamos da força esemplástica de uma dádiva quando mantemos em relação a ela uma atitude não analítica, não dialética." "A maioria de nós já passou pela experiência de não conseguir se expressar diante de alguém que percebemos estar nos julgando" "A obra de arte é uma cópula:uma união, um laço, um elo por meio do qual muitos se transformam em um. Os homens e as mulheres que dedicam suas vidas a realizar os dons a eles concedidos cuidam de manter essa comunhão que nos une uns aos outros, ao nosso tempo, à nossa geração, à nossa espécie. Assim como a capacidade de criação de um artista é um dom, uma dádiva que se realiza na obra, também o espírito do grupo é uma dádiva sem a qual a obra não existiria. As obras de arte não são "meramente" simbólicas e tampouco" representam simplesmente" o self maior; elas são sua corporificação necessária, uma linguagem sem a qual o self maior não existiria." ........ "O verdadeiro comércio da arte é a troca de doações, e enquanto tal comércio puder prosperar em seus próprios termos, continuaremos a herdar seus frutos, os frutos da doação.......Contudo, nenhum desses frutos será nosso se transformarmos nossa arte em puro empreendimento comercial" - Estou lendo " A DÁDIVA - Como o espírito criador transforma o mundo"- autoria de Lewis Hyde - Editora Civilização Brasileira - ............ RECOMENDO!!! Um livro de cabeceira, na minha visão, para todos os artistas. (ps. e ainda não terminei de ler, hein?!)

terça-feira, 24 de setembro de 2013

"RESPOSTA AO TEMPO" de Cristovão Bastos e Aldir Blanc

"Batidas na porta da frente é o tempo/ Eu bebo um pouquinho pra ter argumento/ Mas fico sem jeito, calado, ele ri/ Ele zomba do quanto eu chorei/ Porque sabe passar e eu não sei/ Num dia azul de verão, sinto o vento/ Há folhas no meu coração, é o tempo/ Recordo um amor que perdi, ele ri/ Diz que somos iguais, se eu notei/ Pois não sabe ficar e eu também não sei/ E gira em volta de mim/ Sussurra que apaga os caminhos/ Que amores terminam no escuro, sozinhos/ Respondo que ele aprisiona, eu liberto/ Que ele adormece paixões, eu desperto/ E o tempo se rói com inveja de mim/ Me vigia querendo aprender/ Como eu morro de amor pra tentar reviver/ No fundo é uma eterna criança/ Que não soube amadurecer/ Eu posso, ele não vai poder me esquecer"/ ......................................... ......................................... ........................................................ O tempo me fascina, me inspira, me faz ficar horas em devaneio analisando sua atuação na minha vida...e essa música é sensacional!!! A interpretação de Nana Caynni no CD "Doce Presença" é imperdível.Recomendo.

CHALIÁPIN - comentário sobre o livro de autoria de P.S. Lozar

" De aprendiz de sapateiro e carregador até artista mundialmente aplaudido; das mais baixas camadas da população aos camarotes reais... atuou com os maiores cantores líricos da época..." "Gravou uma centena de discos... Não deixou registrada sequer uma ópera completa" "Era hábil desenhista...ótimo pintor e escultor. Foi ator de cinema.Escrevia bem.Nos espetáculos ele próprio se caracterizava, e era das suas mais notáveis habilidades. O violoncelo foi o seu instrumento preferido." Esse artista fantástico não merece ser esquecido; que bom que Lozar escreveu esse novo livro nos presenteado com a oportunidade de conhecer um pouco mais de sua obra e personalidade. "A vida surpreendente de Fiódor Chaliápin" por Pedro Sérgio Lozar.

sábado, 21 de setembro de 2013

NEGRO - ROBSON PINHEIRO


"Tudo é espiritualidade no mundo. Nosso
aprendizado em busca da felicidade inclui a
descoberta da espiritualidade nas pequenas
coisas que realizamos e experimentamos. Quando
meus filhos acordarem para essa realidade
intrínseca à própria vida, quem sabe
não estarão aptos a vivenciar mais amplamente
aquilo que denominam felicidade?"



pelo espírito: Pai João de Aruanda

Editora Casa dos Espíritos




Os livros de Robson Pinheiro em parceria com

a Editora Casa dos Espíritos são preciosos
pela beleza das mensagens e das sabedorias,
assim como pelo primor artístico da qualidade das
obras. São daqueles livros que nos encantam...
dão vontade de tocar, de ver e de ter!!!
Aguardo, sempre com ansiedade,o próximo
lançamento... são livros para se colecionar.


Pai João de Aruanda...é a voz na eternidade
para nos aprimorar, para nos acolher,
para nos orientar, alertar, ensinar a amar...
além de fazer bem a nossa alma,
recomendo sempre!!!

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Vamos rever... eu adoro!!!


vovô

da série: coisas que me deixam feliz.
Vovô é uma animação adorável feita pelo brasileiro, residente no Reino Unido, Luiz Lafayette Stockler. Vale conferir os outros trabalhos do rapaz e acompanhar seu blog.

Stockler, Maria Alice e Luiz A. Lafayette - Os miniaturistas e o seu mundo mágico









Maria Alice e Luiz Alexandre Lafayette Stockler com sua coleção fantástica de casas e ambientes
em miniatura nos levam a uma viagem de retorno ao mundo lúdico da infância, ao passado, pois
é ali que eles vasculham as lembranças para criar seu trabalho.

Participaram de exposições no Centro Cultural do Banco do Brasil,Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro- MAM,  Academia Brasileira de Letras/RJ, Shopping Center da Gávea, Shopping Rio Design Leblon, Casa da Cultura Laurinda Santos Lobo e tantas outras...


A coleção emociona crianças, adultos e idosos proporcionando a todos "aquele especial

momento de encantamento" em que a cada descoberta, a cada detalhe,a memória é acionada e
nos faz assumir a infância, que trazemos para sempre armazenada dentro de nós mesmos.

Recomendo !!!

LUIZ ALEXANDRE LAFAYETTE STOCKLER - artista plástico e miniaturista




 Cores intensas, pinceladas fortes e soltas. A mão livre de comprometimentos formais.

 Foi  com essa liberdade de criar que ele deu inicio aos seus trabalhos de pintura.

 Cada tela nos surpreende na expansão de seu eu, transcendendo qualquer expectativa

 de aprisionamento premeditado. É pela intensidade de sua paleta colorida que Luiz

 nos fala e nos emociona. É pela surpresa do olhar inusitado, que o inconsciente vem à

 tona e transborda nas telas através de seus pincéis.

 Um estudioso incansável da técnica, buscou na disciplina diária do seu trabalho,

 o impulso de ser livre em suas composições, sem simetria, sem réguas, sem definição 

 de imagens, apenas a paixão pelo que estava fazendo era delineada.



Stockler,Luiz A. Lafayette

05/09/1923-18/08/2005

Acadêmico Honoris Causa Da Academia Brasileira de Belas Artes (1990), participou
de várias exposições coletivas e individuais.
Tendo recebido Medalhas de Ouro na Bienal Pan-Americana de Arte e Mostra Filatélica (1985 e 1986), Medalha de Ouro na mostra de Arte da Secretaria de Cultura/RJ, além de diversas Medalhas de Prata, Bronze e Menções Honrosas.
Citações nos Dicionários de Artes Plástica do Brasil .



quarta-feira, 28 de agosto de 2013

"As ondas beijando a areia... E a lua beijando o mar..." canta o poeta.

de Casemiro de Abreu


"Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!
Como são belos os dias
Do despontar da existência!
— Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar é — lago sereno,
O céu — um manto azulado,
O mundo — um sonho dourado,
A vida — um hino d'amor!
Que aurora, que sol, que vida,
Que noites de melodia
Naquela doce alegria,
Naquele ingênuo folgar!
O céu bordado d'estrelas,
A terra de aromas cheia
As ondas beijando a areia
E a lua beijando o mar!

Oh! dias da minha infância!
Oh! meu céu de primavera!
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã!
Em vez das mágoas de agora,
Eu tinha nessas delícias
De minha mãe as carícias
E beijos de minhã irmã!
Livre filho das montanhas,
Eu ia bem satisfeito,
Da camisa aberta o peito,
— Pés descalços, braços nus
— Correndo pelas campinas
A roda das cachoeiras,
Atrás das asas ligeiras
Das borboletas azuis!
Naqueles tempos ditosos
Ia colher as pitangas,
Trepava a tirar as mangas,
Brincava à beira do mar;
Rezava às Ave-Marias,
Achava o céu sempre lindo.
Adormecia sorrindo
E despertava a cantar! 




Lua de agosto de 2013 - Rio de Janeiro



Maravilhas Divinas no Rio de Janeiro,privilégios que DEUS nos presenteia, sempre!!!

Deslumbre-se a cada olhar, a cada aroma, a cada som, vigie a natureza, o céu, a beleza está em todos os lugares... aproveite!!!

Sandro Donatello Teixeira: Convite Exposição


terça-feira, 27 de agosto de 2013

Vamos entender ... com Claudio Ayres da Motta ( ator/ escritor)








 "Não compreendo a desfaçatez com que os nossos legisladores,

 em todos os seus níveis de hierarquia; municipal, estadual e federal,

 legislam em causa própria. A vida pública deveria ser uma espécie de

 sacerdócio, no qual o interesse pessoal estaria atrás do bem comum.

 Mas... não! Os maiores salários, as maiores regalias, os maiores subsídios,

 em detrimento das merendas escolares, dos remédios dos idosos,

 de moradias e saneamento básico. Os salários pagos com dinheiro público,

 deveriam ser aqueles que permitissem uma vida digna, mas, jamais o 

 enriquecimento.

 A riqueza só poderia advir da iniciativa privada, da livre concorrência e

 da capacidade administrativa. Quando eu era jovem; ainda não era atraente

 a vida pública. Um advogado ganhava mais dinheiro do que um juiz.

 Hoje todos se formam pretendendo fazer concurso público.

  Vai ser difícil a reversão dessa heresia."



      Texto de autoria de Claudio Ayres da Motta


      ( ator e escritor)

      Publicado no Facebook em 26 de agosto de 2013,

      autorizado para publicação simultânea no blog

        
      

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Escravo da Ilusão - Um belo livro!



"Aceitar em nós essa dualidade de momento existencial é o caminho para
a libertação de culpas e exigências descabidas quanto a nós mesmos e aos
outros, possibilitando um real autoconhecimento, apreciativo de nosso lado "anjo" e de nosso lado "demônio", processo indispensável à fixação e à predominância dos valores superiores do bem em nossa personalidade."


"Olhar para o passado às vezes dói, João - Explicou pai João.
Especialmente quando carregamos muitas ilusões. É um processo de
 autoconhecimento. Saber que, por ilusões, por ignorarmos voluntariamente
a verdade, acabamos sofrendo e fazendo sofrer causa a dor do arrependimento.
Mas, então, precisamos lembrar desse maravilhoso espetáculo que
 presenciamos - o amanhecer, a renovação das oportunidades.."

Ana Cristina Vargas - pelo espírito José Antônio



Editora boa nova

Um lindo romance espírita,com base no período de escravidão 
no Brasil.  A história se passa  no Rio Grande do Sul.

Repleto de ensinamentos, emoção,dor e acima de tudo, amor! RECOMENDO!!!

Casarão 8 em Pelotas... é noticia !

Casarão 8 abre ao público no Dia do Patrimônio

Nos dias 17 e 18 de agosto, em comemoração ao Dia do Patrimônio, o Casarão 8 da Praça Coronel Pedro Osório teve as suas portas abertas para receber visitantes que tiveram a possibilidade de conhecer a história da casa, a obra de restauro e o planejamento para a instalação do Museu do Doce da UFPel. Este projeto tem a coordenação da professora Noris Leal – Bacharelado em Museologia/ ICH – e conta com a mediação de alunos do curso de Bacharelado em Museologia e 1174592_193522330817899_1839603204_nBacharelado em Conservação e Restauro.
Os discentes participaram de curso de formação ministrado por especialistas de diversas áreas que fazem suas pesquisas sobre áreas especificas da casa (Fábio Galli, Keli Cristina Scolari, Jefferson Salaberry, Cris Rozisky, Rafael Milheira), desta forma possibilitando aos visitantes informações qualificadas e conhecimento produzido na UFPel.
Durante o final de semana, o público foi atendido das 14h às 18h. Num total de oito horas de trabalho foram atendidas mais de duas mil pessoas pelos mediadores. O Casarão 8 reabrirá as suas portas em um dos finais de semana da Feira do Livro de Pelotas.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Sandro Donatello Teixeira - um grande artista

O retrato


A casa de Sandro 
 Meu amigo. Alegre, irreverente, especial...
 O artista que escolhi para pintar meu retrato  com suas cores vibrantes... e que adorei.
 Muitos trabalhos já fizemos em parceria e
 sempre em clima de festa. Sandro é a festa!!!



Recomendo o filme " A casa de Sandro" - excelente documentário.


E ainda, uma visita ao atelier do artista, na Lapa!Vale conferir...


O artista

sábado, 10 de agosto de 2013

Wassily Kandinsky , nascido em Moscou, Rússia (1866-1944)

...com Ernesto Stern:" Juntos fundaram uma nova  sociedade a Phalanx(Falange)
(...) uma falange de jovens reunidos para lutar pela arte nova."
Em junho de 1922 Kandinsky entrou para a Bauhaus, como professor


" Os objetos e as cores' não naturais' adquirem facilmente um
 significado literário e dão à composição a atmosfera de um conto de fadas.
 O espectador mergulha nele tranquilamente,exatamente pelo gosto de
 conto de fadas e, nesse momento: 1. procura a fábula; 2. Permanece
quase insensível ao efeito da cor(...).
É necessário encontrar uma fórmula que antes de tudo
exclua o aspecto fantástico e não obstrua o efeito da cor.", escreveu.

e mais:

"O caminho autônomo ao longo das vias do próprio destino, a
vida intrínsica de cada voz nas suas composições, é exatamente
isso que tento exprimir pictoricamente"

"A pintura é uma arte e a arte é a inútil criação de coisas que desaparecem 
no vazio, mas é uma força que tem um fim e deve servir ao desenvolvimento
e sofisticação da alma"

"Como dissemos e repetimos, nós não devemos lutar para impor limites,
mas para nos libertarmos deles. Não devemos rejeitar nada sem primeiro
empenharmo-nos fortemente em descobrir aquilo que é vivo. Melhor
trocar, por uma só vez, a morte pela vida, que incorrer no erro oposto.
Somete sobre um terreno livre alguma coisa pode voltar a crescer.
O homem livre procura enriquecer-se absorvendo de tudo e
deixa que a vida de cada ser, mesmo que um simples fósforo apagado,
aja sobre ele. Somente a liberdade permite acolher aquilo que está por vir.
E não é preciso ficar à parte...",
diz com sabedoria em O Cavalheiro Azul"


Textos de Kandinsky extraídos do livro" Do Espiritual na arte"
 inclusos na apresentação
"Kandinsky e o Abstracionismo",
por Maria Elena Versari
Coleção Grandes Mestres
da Editora Abril Coleções

Robson Pinheiro - Recomendo



Excelentes livros e de muita sabedoria!
Robson Pinheiro é espírita, mineiro, com mais de
25 livros publicados.

Livro:

Sabedoria de Preto Velho
pelo espírito Pai João de Aruanda
Editora Casa dos Espíritos

"A morte que vocês temem não é aquela que existe,

 pois o que se teme é a passagem para o lado de cá da vida,
 a forma como a morte pode acontecer, mas dessa morte
 não há que ter medo, não. Ela é só uma passagem, uma travessia,
 como se fosse uma ponte ligando dois lados de uma mesma vida" - 

trecho do diálogo "Medo da Morte" 


...............


"É preciso que as pessoas se sintam apaixonadas, meu filho. 

Sem envolvimento, sem apaixonar-se por uma ideia, uma pessoa
ou um ideal, a vida parece perder o sabor"

" As crises são o grito da vida nos chamando à modificação"


trecho do diálogo " Crises"


................


"Que é isso meu filho? Você foi feito para brilhar...

Por que, então, tanta vergonha assim de se expor?
Por que tanta baixa estima? Acorde para a vida e se
entregue às correntezas do amor. Foi Jesus quem disse
que somos luzes. Mas a luz deve ser colocada bem no
alto para iluminar toda a casa. Portanto, brilhe, ilumine, 
apareça.
Se você pretende passar-se por humilde, e desse modo
deseja ficar escondido, os outros ainda assim falarão de
você: dirão que é covarde. Só os covardes se escondem,
murcham e se inibem diante da vida. Se quer permanecer
apagado, e desse modo resolve ficar somente dentro de
casa, dirão que é preguiçoso..."
(...)
"Levante a cabeça, cresça, apareça e sorria para a vida.
Você é um representante de Jesus, um embaixador das
estrelas."
(...)
"Continue você a brilhar e ilumine a noite do mundo com
a luz que deve irradiar de você mesmo.
   "Vós sois o sal da terra.(...)Vós sois a luz do mundo."*
Isso é a mais pura verdade, e não foi nego-velho quem 
falou: foi Jesus, Nosso Senhor."

*Mt 5:13-14 - Bíblia de referência Thompson. São Paulo-SP


trechos do diálogo "Estrela"




INSISTO QUE SÃO LIVROS A SEREM LIDOS
E RELIDOS... POIS AINDA
TEMOS MUITO PARA  APREENDER!

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Ricardo Newton - ainda...

Recordando...foto da Exposição de Ricardo Newton na

343 Galeria de Arte- Arte Erótica




















Foto da Galeria no Shopping da Gávea- Rio de Janeiro



atenção: foto ampliada ao máximo para facilitar a identificação da Galeria e do nome do artista na porta.

Ricardo Newton - um artista do cotidiano




"Fila de Latas"
óleo sobre tela


Eu sou fã do trabalho do Ricardo Newton ...esse olhar para o cotidiano,

onde encontra beleza e poesia nos locais e objetos mais inusitados,

transformando a realidade em arte... e tudo isso com uma qualidade 

de técnica e cores irrepressíveis.



 Trabalhei com Ricardo na minha Galeria-RJ,

"343 - Galeria de Arte- Arte Erótica" depois chamada 

 "Betty Stockler Galeria -Arte Erótica", onde fizemos parceria em

exposições lindas e das quais muito me orgulho. Acompanho sempre

com carinho e admiração o seu trabalho e exposições.

Um grande artista e profissional !


quarta-feira, 31 de julho de 2013

Novela Russa:" Três Gigantes da Novela Russa" - recomendo !!!!!

 Maravilhoso livro!

Tradução direta dos originais russos por Pedro Sérgio Lozar
P.S.Lozar, "sem adaptações ou invenções, o texto segue com fidelidade os 
originais. O estilo realístico de Górki, o apuro de Toltói e a psicologia
de Dostoiévski podem ser sentidos nas novelas, obras, de fato,
três gigantes....."

Primeira Novela

     Konoválov - Górki


Segunda Novela

    
     Padre-Sérgui - Tolstói


Terceira Novela


      A Dócil - Dostoiévski


Tradução primorosa!!!!!!!!!!!!!!!!
Fiquei encantada... e saí em busca de outros livros do "Trio",
priorizando sempre a tradução dos originais.
Embora a edição esteja esgotada há anos, consegue-se
comprar na Estante virtual, Armazem de Ideias Editora.

Gustav Mahler - Um coração angustiado

O maravilhoso livro de Arnoldo Liberman :


trechos de textos de Mahler

"... assino simplesmente Mahler: os que me procurem me encontrarão.
Os demais, não precisam saber", diz pouco antes de morrer."


 " A necessidade de se expressar musicalmente,sinfonicamente, não começa

senão com emoções nebulosas que se "abrem ao mundo",
ao mundo em que as coisas já não estão separadas pelo tempo e lugar"
 ( carta de Mahler a Marschalk, 26 de março de 1896)


"Mas se o homem sofre em silêncio, um Deus me deu o dom de

expressar minha dor", escrevia Mahler.


"A independência é apenas uma palavra se minha alma não é livre.

E deve-se conquistar esta liberdade por si próprio. De modo que me
ajuda a alcançá-la" ( carta a Alma Mahler)

Mahler pelo autor:  
 "... um homem que havia feito do mistério, do exílio, do sofrimento,
da comoção, maneiras de buscar a Deus e , simultaneamente, maneiras
de perdê-lo. Um homem frágil, pleno de perplexidades, de ambivalências
inevitáveis, de encontros sempre adiados, de um "sim é não" que
procurava o absoluto no tempo religiosamente fugaz de um acorde,
ou de um beijo, ou de uma transitória libertação fantasmagórica."
Autêntica Editora